Parceria Vital Intercâmbio e Leva na Ba

Fazer intercâmbio é garantia de aprender inglês?

Aprender inglês no intercâmbio

person access_time26/09/2018

Essa é uma importante questão para quem está pensando em investir em um intercâmbio com o intuito de aprender inglês. Por experiência própria, posso dizer que se você fizer um curso de longa duração, a partir de 14 semanas, é garantido sim. Claro que, fazer o curso implica não somente em comprá-lo, mas em frequentar as aulas, fazer as atividades e praticar a língua. Aqui vou contar um pouco do meu processo de aprendizado do inglês e várias dicas que aprendi durante meu intercâmbio.

Toda a prática se torna mais fácil durante o intercâmbio, isso porque você estará em um país no qual a língua oficial é o inglês. Então, por mais que você tente fugir, sim temos tendência a fugir do que é desconhecido e nos traz insegurança, você ainda precisará ir ao mercado comprar comida, ir à farmácia, pegar o ônibus, trabalhar e tantas outras atividades que temos no dia a dia. O contato com pessoas será inevitável e a prática do inglês também. Essa é a maior vantagem de estudar fora do país, já que aqui não encontramos muito espaço para praticar inglês.

O intercâmbio é a oportunidade que você tem para explorar de todas as formas o aprendizado. Participe das aulas e das atividades extras também, se tiver tempo livre. A escola é o espaço onde você terá a maior base, pode entender os porquês e ainda pode errar à vontade, já que está todo mundo aprendendo. A rua, as lojas, mercados serão também espaços para o treino, então entre, leia os nomes das coisas e pergunte, mesmo que não queira comprar, isso vai ajudar a ampliar seu vocabulário. No trabalho também, você terá que se policiar mais para evitar erros, mas se acontecer (e vai) siga em frente. Posso dizer que usei muito o trabalho e meus colegas ao meu favor. As pessoas gostam de serem perguntadas, se sentem úteis ao ajudar. Então, sempre que possível pergunte os nomes de objetos que ainda não conhece, puxe conversa e tire dúvidas. Só cuidado para não ser inconveniente, mas se sentir que tem alguém mais aberto a te ajudar, procure aproveitar.

Eu tive muito medo e fiquei insegura nos meus primeiros meses. Mas com o passar dos dias e semanas fui percebendo a evolução. No primeiro dia precisava ensaiar o que falaria para o motorista do ônibus ou caixa do supermercado. No segundo a fala saía um pouco mais natural e daí por diante o contato já não era tão assustador. O ouvido também foi um grande aliado, no trabalho ficava prestando atenção nas pronuncias e expressões que colegas e clientes falavam e aos poucos ia incorporando no meu vocabulário, depois de usar duas ou três vezes já tinha decorado e estava lá falando naturalmente. As séries e filmes também tiveram papel fundamental, mas somente quando me forcei a assistir com áudio e legenda em inglês. No começo era extremamente cansativo, parava muito para pesquisar o significado das palavras e as vezes nem entendia muito do episódio. Mas também foi questão de tempo e quando dei por mim já estava na sala de cinema assistindo filmes em inglês e sem legenda!!! Foi muito gratificante isso, porque é nessas pequenas coisas do dia a dia que você percebe que realmente evoluiu o seu inglês.

A dica que posso dar é arrisque, ensaie se achar necessário, mas não deixe de arriscar. E as pessoas não estão lá fora esperando para julgarem você, pelo contrário, muita gente vai te ajudar. Claro que passei por situações constrangedores e encontrei pessoas sem paciência e grosseiras, mas não passou nem perto do número de pessoas que me ajudaram no processo de aprendizagem. E use todas as ferramentas que puder ao seu favor e não desista!
Fazer intercâmbio é garantia de aprender inglês?     

Essa é uma importante questão para quem está pensando em investir em um intercâmbio com o intuito de aprender inglês. Por experiência própria, posso dizer que se você fizer um curso de longa duração, a partir de 14 semanas, é garantido sim. Claro que, fazer o curso implica não somente em comprá-lo, mas em frequentar as aulas, fazer as atividades e praticar a língua. Aqui vou contar um pouco do meu processo de aprendizado do inglês e várias dicas que aprendi durante meu intercâmbio.

Toda a prática se torna mais fácil durante o intercâmbio, isso porque você estará em um país no qual a língua oficial é o inglês. Então, por mais que você tente fugir, sim temos tendência a fugir do que é desconhecido e nos traz insegurança, você ainda precisará ir ao mercado comprar comida, ir à farmácia, pegar o ônibus, trabalhar e tantas outras atividades que temos no dia a dia. O contato com pessoas será inevitável e a prática do inglês também. Essa é a maior vantagem de estudar fora do país, já que aqui não encontramos muito espaço para praticar inglês.

O intercâmbio é a oportunidade que você tem para explorar de todas as formas o aprendizado. Participe das aulas e das atividades extras também, se tiver tempo livre. A escola é o espaço onde você terá a maior base, pode entender os porquês e ainda pode errar à vontade, já que está todo mundo aprendendo. A rua, as lojas, mercados serão também espaços para o treino, então entre, leia os nomes das coisas e pergunte, mesmo que não queira comprar, isso vai ajudar a ampliar seu vocabulário. No trabalho também, você terá que se policiar mais para evitar erros, mas se acontecer (e vai) siga em frente. Posso dizer que usei muito o trabalho e meus colegas ao meu favor. As pessoas gostam de serem perguntadas, se sentem úteis ao ajudar. Então, sempre que possível pergunte os nomes de objetos que ainda não conhece, puxe conversa e tire dúvidas. Só cuidado para não ser inconveniente, mas se sentir que tem alguém mais aberto a te ajudar, procure aproveitar.

Eu tive muito medo e fiquei insegura nos meus primeiros meses. Mas com o passar dos dias e semanas fui percebendo a evolução. No primeiro dia precisava ensaiar o que falaria para o motorista do ônibus ou caixa do supermercado. No segundo a fala saía um pouco mais natural e daí por diante o contato já não era tão assustador. O ouvido também foi um grande aliado, no trabalho ficava prestando atenção nas pronuncias e expressões que colegas e clientes falavam e aos poucos ia incorporando no meu vocabulário, depois de usar duas ou três vezes já tinha decorado e estava lá falando naturalmente. As séries e filmes também tiveram papel fundamental, mas somente quando me forcei a assistir com áudio e legenda em inglês. No começo era extremamente cansativo, parava muito para pesquisar o significado das palavras e as vezes nem entendia muito do episódio. Mas também foi questão de tempo e quando dei por mim já estava na sala de cinema assistindo filmes em inglês e sem legenda!!! Foi muito gratificante isso, porque é nessas pequenas coisas do dia a dia que você percebe que realmente evoluiu o seu inglês.

A dica que posso dar é arrisque, ensaie se achar necessário, mas não deixe de arriscar. E as pessoas não estão lá fora esperando para julgarem você, pelo contrário, muita gente vai te ajudar. Claro que passei por situações constrangedores e encontrei pessoas sem paciência e grosseiras, mas não passou nem perto do número de pessoas que me ajudaram no processo de aprendizagem. E use todas as ferramentas que puder ao seu favor e não desista!

Veja mais:

O desafio do primeiro emprego no Intercâmbio
Intercâmbio é para rico?
Do desespero a superação - A história do meu Intercâmbio



content_copyComentários
Orçamento Rápido
X